Bem-vindos à incrível Women’s Brick Initiative

Bem-vindos à incrível Women’s Brick Initiative

Tudo começou com uma pergunta simples: onde estavam todas as mulheres construtoras de LEGO?

A pessoa que fez essa pergunta foi Alice Finch. Ela brincava com peças de LEGO quando criança e, à medida que foi crescendo, descobriu o amor pela arquitetura influenciada por seu pai, que vive de construir casas. Então, quando ela pensou em criar um projeto próprio de construção de LEGO, talvez não surpreenda que ela tenha escolhido fazer um edifício: a sua própria versão do Castelo de Hogwarts™. No entanto, ela mesma se surpreendeu com o tamanho da construção.

“Hogwarts foi o primeiro modelo que construí já adulta”, diz Alice, “e o primeiro da maioria das pessoas não tem 400.000 peças!”

Alice falando no workshop para mulheres de Hong Kong
Alice falando no workshop para mulheres de Hong Kong

Depois de concluir um processo para construir Hogwarts minuciosamente de acordo com as descrições dos livros, Alice começou a exibir fotos on-line, e logo elas estavam acumulando milhões de visualizações.

Essa popularidade resultou em convites para exibir sua criação em exposições e conferências de LEGO nos Estados Unidos, onde ela mora. Foi nessas exposições e conferências que ela percebeu o problema pela primeira vez.

“Casais vinham e olhavam, e às vezes era a namorada/parceira/esposa que dizia, ‘viu só, eu te disse que as mulheres podem construir’. Ou o namorado/parceiro/marido que dizia, ‘viu só, eu te disse que foram mulheres quem fizeram isso’”.

Alice rapidamente percebeu duas coisas. Em primeiro lugar, havia muitas mulheres participando da construção de LEGO em todos os níveis. Em segundo lugar, porém, não havia nada que as colocasse em contato e, portanto, cada uma se sentia como se estivesse sozinha.

Alice compartilha da nossa crença de que não existe um problema que a criatividade não possa resolver. Então, logo ela começou a dar um jeito nisso.

Pouco tempo depois, a Women's Brick Initiative (WBI) foi fundada oficialmente. Alice queria que ela fosse uma organização dedicada à comunidade e à promoção, e focada em inspirar, apoiar e empoderar mulheres construtoras.

Hoje, a WBI conta com membros em todo o mundo e a comunidade continua a expandir seu alcance e seus objetivos. Mas Alice não fez isso sozinha.

A criatividade que gera mudanças

“Sou engenheira e acho que o hobby [LEGO] e minha profissão coincidem muito bem”, diz Megan Lum, engenheira de sucesso com uma carreira de 20 anos em grandes organizações e parte da equipe de liderança da WBI.

Megan percebeu o mesmo padrão que Alice tinha percebido, e era muito parecido ao que ela via em sua vida profissional.

“Era muito parecido com a engenharia. Apenas cerca de 15% dos engenheiros são mulheres, e comecei a dar uma olhada nas convenções de LEGO e percebi que a porcentagem nelas não era muito diferente.”

Megan acredita que a criatividade na infância é parte da chave para resolver esse problema e que o maior envolvimento com os conjuntos LEGO pode ajudar a aumentar a representatividade feminina nas profissões relacionadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática (conhecidas pelo termo inglês STEM).

“Quando você é criança, todo mundo te pergunta 'o que você vai ser quando crescer?’ Se as meninas têm familiaridade com a engenharia, como algo com que brincavam, isso se torna uma possibilidade.”

Aumentar a representatividade em todos os níveis é uma prioridade da WBI, junto com seu desejo de criar uma comunidade.

Alice falando no workshop de Hong Kong
Alice falando no workshop de Hong Kong

Alice diz: “estamos realmente concentradas em descobrir as maneiras mais importantes de apoiar as mulheres no hobby e, às vezes, isso significa apenas um lugar para sentar e conversar.”

Elas realizam workshops de construção e concursos regularmente com o objetivo de promover a criatividade individual de seus membros e fornecer um espaço para se reunirem e socializarem.

A WBI em Skærbæk, Dinamarca, para um workshop de joias em 2019
A WBI em Skærbæk, Dinamarca, para um workshop de joias em 2019

Esses workshops criativos tiveram seu sucesso, especialmente no caso de Kelly Bartlett, uma estrela construtora em ascensão e membro da WBI. Recentemente, Kelly ganhou um Concurso de Arte LEGO, e atualmente seu trabalho vencedor, Emergence, está em exibição nos escritórios do Grupo LEGO na Dinamarca. Ela trabalha como professora de biologia e cresceu cercada por criatividade e conjuntos LEGO.

“Eu cresci em uma casa que não tinha expectativas de gênero quando se tratava de brinquedos”, diz Kelly, “todos os brinquedos eram para todas as crianças. Meus pais não consideravam nenhum tipo de marketing baseado em gênero”. Então, eu não cresci pensando que quando brincava com meus conjuntos LEGO City e LEGO Castle, estava brincando com um brinquedo para meninos. Eu simplesmente brincava.”

Ela acredita que suas habilidades profissionais se devem, em parte, a ter tido sua criatividade encorajada na infância.

O profundo poder do brincar criativo

Brincar não significa apenas aprimorar habilidades práticas: a criatividade também deve ser divertida. Para Inez Vasquez, uma advogada das Filipinas e membro da WBI, brincar traz um benefício muito valioso.

“Eu construo principalmente para desestressar. Porque advogar é um trabalho estressante!”, diz Inez.

Inez começou a construir sozinha, mas logo se viu em busca de uma comunidade criativa de mulheres que compartilhassem da sua paixão. Ela começou seu próprio grupo de usuários de LEGO que, mais tarde, se afiliou à WBI e continuou a crescer em número e na diversidade das pessoas que atrai.

Inez (à esquerda) no Japan Brick Fest em 2019
Inez (à esquerda) no Japan Brick Fest em 2019

“São mulheres e aliados. Temos homens lá e, obviamente, membros da comunidade LGBTQI+. Ela é realmente aberta a todos que desejam promover a diversidade dentro da comunidade LEGO.”

E esse “todos” inclui pessoas de todos os gêneros, etnias, raças e, principalmente, idades.

Patty Sherin usa a criatividade e as peças LEGO em seu trabalho com idosos em sua região, especialmente com aqueles que sofrem de demência. Ela se juntou à WBI pelo senso de comunidade e incentiva todos os adultos interessados em conjuntos LEGO a fazerem o mesmo.

“É a melhor coisa”, diz Patty, “eu sempre digo, você tem que se conectar com a comunidade LEGO porque acabará encontrando a sua turma por lá. É uma coisa linda, de verdade.”

Unindo bem mais que peças

WBI na Bricks Cascade em 2020
WBI na Bricks Cascade em 2020

A WBI encaixa a criatividade, a comunidade e a diversidade no centro de tudo o que constrói. Provavelmente, é por isso que ela cresceu tão rápido. Quer você seja jovem ou velha, esteja construindo suas próprias criações ou conjuntos, quer construa uma pequena flor ou um castelo de 400.000 peças, seja lá qual for a sua situação, você encontrará uma comunidade, aceitação e pessoas que compartilham da sua paixão na Women’s Brick Initiative.

As 7 Principais Artes e Artesanatos LEGO para crianças

Se você conhece um jovem artista que adora brincar, com certeza esses conjuntos de arte e artesanato LEGO incríveis o ajudarão a expressar sua criatividade de novas formas divertidas!

Descubra mais sobre Reconstruir O Mundo