A física por trás da nossa primeira montanha-russa com loopings

A física por trás da nossa primeira montanha-russa com loopings

Quando lançamos nosso primeiro conjunto de montanha-russa, não tínhamos ideia de que ele se tornaria tão popular. Ficou bastante claro para nós que as pessoas realmente amam montanhas-russas!

Então, quando se trata de projetar nosso mais novo conjunto de montanha-russa, nossos designers queriam fazer algo que nunca fizemos e criar um conjunto que eles tivessem certeza que atrairia fãs de montanhas-russas em todo o mundo.

A LEGO® Montanha-russa é o nosso maior, mais rápido e mais ambicioso modelo do ano. Porém, fazer uma montanha-russa funcional apresentou aos nossos designers uma série de desafios fascinantes...

Fazendo o looping

Há duas coisas que você perceberá imediatamente ao olhar o novo conjunto de montanha-russa. A primeira delas são os dois loopings.

Esta é a primeira vez que usamos loopings em uma montanha-russa e esse recurso incrível foi decidido no início da fase de design.

“Começamos a construir e chegamos rapidamente à conclusão de que poderíamos fazer loopings se tivéssemos velocidade suficiente”, diz Pierre Normandin, designer-chefe do novo conjunto. Com seu histórico de design para LEGO City e LEGO Icons, incluindo o design de vários trens, ele era a pessoa ideal para liderar este projeto. Mesmo assim, o desafio do novo conjunto levou suas habilidades a novos patamares.

Designer LEGO®, Pierre Normandin

“Embora construir modelos LEGO seja diferente de construir no mundo real, o processo pode ser semelhante de várias maneiras, e percebemos cedo que havia muitos desafios em relação à física da montanha-russa.”

Para fazer os loopings, o carrinho deve passar a certa velocidade pelo primeiro para ter velocidade suficiente para fazer o segundo. Porém, encontrar essa velocidade ideal exigiu muita tentativa e erro.

Precisamos de velocidade

A velocidade do carrinho é gerada pela gravidade que o puxa em direção ao chão. No entanto, essa velocidade é contrabalançada pelo atrito gerado pela interação do carrinho com os trilhos e pelo aumento da força da gravidade quando o carrinho tenta subir novamente no início de um looping.

“Muitas vezes, nossa maior frustração foi ver o carrinho parar bem no topo do looping”, diz Pierre.

Então, ele precisava gerar uma velocidade que fosse maior que o atrito da pista e o aumento da gravidade nos loopings.

Como? Altura!

A velocidade é gerada pela altura da queda, ou seja, quanto maior a queda, maior a velocidade.

Assim, chegamos à segunda coisa que você notará sobre o conjunto. Ele é alto. Bem alto!

No seu ponto mais elevado, o conjunto mede 92 cm, tornando-o um dos conjuntos mais altos que já produzimos. Porém, a altura gerou um desafio próprio, outro que os designers de montanha-russa do mundo real costumam enfrentar.

Uma vez que seu carrinho tenha acelerado loucamente pelos trilhos e feito todo mundo gritar de desespero, como você o leva de volta ao topo para começar o passeio novamente?

Um elevador para as alturas

Veja a montanha-russa em ação!

“Durante o processo de desenvolvimento e design, precisamos analisar todas as opções possíveis”, continua Pierre. “Uma rampa resultaria em uma construção enorme e simplesmente não era possível. O modelo ficaria muito grande!”

Assim, foi decidido que o carrinho seria levado até lá em cima com a ajuda de um elevador vertical que economiza espaço e o coloca na posição de queda mais rapidamente.

O elevador pode ser operado manualmente ou você pode adicionar uma caixa com motor e bateria (vendida separadamente) que fará isso por você.

Então, quando o carro desce pelos trilhos, um contrapeso cuidadosamente calibrado abaixará suavemente o elevador naturalmente de volta à sua posição inicial (cá entre nós, LEGO é incrível, não é?).

Um dia divertido no parque

Quando vai a um parque de diversões, você não está indo apenas por causa das montanhas-russas. Pensando nisso, Pierre recheou este conjunto com detalhes divertidos, lúdicos e autênticos de um parque de diversões.

Seus amigos podem pegar alguma coisa para comer na barraquinha de cachorro-quente ou de pretzel ou comprar um balão no carrinho de balões (o favorito de Pierre). Há até um marcador de altura para garantir que apenas as minifiguras altas o suficiente possam andar na montanha-russa. Falando em minifiguras, este conjunto vem completo com 11 delas, incluindo seis com cabeças reversíveis.

“Às vezes, são as pequenas coisas que trazem um sentimento um pouco mais especial. Esses detalhes são legais e divertidos e não são muito desafiadores”, diz Pierre com um sorriso.

Depois de lidar com tanta física, deve ter sido bom voltar a se divertir!

Quer mais?

Confira a página inicial de adultos para ver nossa coleção de conjuntos e artigos voltados (adivinhe só) para adultos!