Como construir com LEGO® ajudou Inez a fazer amigos de todo o mundo

Como construir com LEGO® ajudou Inez a fazer amigos de todo o mundo

Inez Vasquez é uma mãe que trabalha nas Filipinas. Ela é advogada do setor imobiliário de uma das maiores incorporadoras do país.

A vida para Inês e seus dois filhos de cinco e sete anos é uma correria sem fim. Porém, ela sempre busca arranjar um tempo para a construção de LEGO®.

Inez encara essa atividade como sua saída criativa para equilibrar a natureza estressante do seu trabalho. Para ela, isso traz uma sensação de calma ao dia a dia.

“Curiosamente, conheço muitos advogados que gostam de peças LEGO.”

Inez nunca teve conjuntos LEGO na infância porque eles eram caros nas Filipinas. Foi seu amor por livros que a levou a comprar seu primeiro conjunto quando ela tinha trinta anos: o conjunto LEGO O Hobbit Gandalf.

Depois de descobrir a construção de LEGO, ela passou a comprar mais conjuntos como LEGO Harry Potter™ e LEGO O Senhor dos Anéis™. Hoje, ela já não sabe dizer com certeza quantos conjuntos possui. A melhor parte disso? Ela descobriu novos amigos.

Conectar e mudar

Seja participando de festivais de peças, se encontrando virtualmente ou passando um tempo com seu LUG, ela abraça a comunidade que encontrou por meio do seu amor pela construção de LEGO.

Mas o que é um LUG?

LUG é a sigla em inglês para LEGO User Group, ou seja, um grupo de usuários de LEGO. Ele é um lugar para os fãs de LEGO se conectarem, sejam novos ou antigos no hobby. Você pode se encontrar fisicamente ou on-line com seus membros e participar de todo tipo de atividades relacionadas a LEGO, como compartilhar dicas, exibir criações de LEGO em exposições, socializar, discutir notícias sobre LEGO e compartilhar ou trocar conjuntos.

“Eu sou muito tímida... Eu já tinha trinta anos e estava acomodada, tinha meus amigos, não achava que poderia fazer mais amigos... e agora tenho o dobro de amigos”.

Ela dirige o PMS LUG, um subgrupo do PhLUG, um grupo de usuários LEGO nas Filipinas.

“Ter um grupo de amigos parecidos com você ajuda muito. É tão bom poder falar sobre o que você ama e compartilhar com um grupo de pessoas, especialmente pessoas que são próximas a você.”

Até o café da manhã eles compartilham, com um nome bem peculiar, aliás: “Brickfast”.

No mundo, há diversos LUGs (grupos de usuários de LEGO) diferentes para AFOLs (adultos fãs de LEGO) para escolher.

“Isso abriu meu mundo, ampliou minha perspectiva e me apresentou a tantas pessoas maravilhosas que eu não teria conhecido de outra forma.”

Ela também é membro da Women's Brick Initiative (WBI), uma comunidade que trabalha para capacitar, apoiar e inspirar mulheres e meninas em todo o mundo por meio da construção de LEGO, bem como da Brick Alliance, um grupo de AFOLs que trabalham para representar a diversidade e inclusão no mundo de LEGO.

Inez conta que se sente abençoada por ter encontrado um grupo unido com quem ela pode compartilhar sua paixão todos os dias e ajudar a promover a mudança.

Conselhos e sua jornada para a cura

Seu conselho para quem deseja mergulhar no mundo da construção de LEGO é: “As pessoas sempre terão opiniões sobre o que um adulto deve fazer, mas você tem que fazer o que te faz feliz.”

Inez prefere gastar seu dinheiro em conjuntos LEGO do que em algo que vai desaparecer.

“É um produto muito durável e muito versátil. Você pode construir tantas coisas com ele, mesmo com uma pequena caixa."

Assim que começou a aprender as técnicas, ela começou a modificá-las e dar vida às suas próprias criações. Bióloga de formação, Inez é especialista em criar flores impressionantes da flora filipina com peças LEGO.

As belas criações florais de Inez são uma homenagem ao seu país
As belas criações florais de Inez são uma homenagem ao seu país

Os conjuntos LEGO também conectam Inez à sua mãe. Em 2017, Inez ganhou um conjunto de Natal de sua mãe que ela queria muito. Ela não chegou a abri-lo e, infelizmente, três meses depois, sua mãe faleceu.

“Sinto muito a perda... mas eu... eu ainda tenho essa caixa e sempre digo a mim mesma que ainda tenho um último presente da minha mãe.”

“Um dia, quando eu estiver melhor, poderei construí-lo, mas por enquanto ainda estou esperando por esse dia.”

A história de Inez mostra que as peças LEGO não são apenas um brinquedo... elas vão além disso. Um passatempo, um artesanato, um conforto, um modo de ter mais calma... até mesmo uma forma de se conectar com outras pessoas.

Looking for more?

Check out the Adults Welcome homepage to see our collection of adult-focused sets and articles!