Os detalhes que não podemos perder em A Noite Estrelada de Vincent van Gogh

Os detalhes que não podemos perder em A Noite Estrelada de Vincent van Gogh

Você pode passar a vida inteira olhando para A Noite Estrelada, mas sempre encontrará algo novo. Essa é a beleza de uma das pinturas de paisagem mais famosas de todos os tempos. Você simplesmente se perde nela.

Como tantos pioneiros, o trabalho de Van Gogh não foi totalmente apreciado durante sua vida. Porém, seu legado significativo e duradouro prova que ele ainda inspira artistas muitas gerações depois.

Na verdade, A Noite Estrelada inspirou o fã designer de LEGO®, Truman Cheng, para sua sugestão vencedora do LEGO Ideas que reimagina a famosa pintura em 3D. Depois de receber mais de 10.000 votos da comunidade do LEGO Ideas, nós a transformamos em um conjunto LEGO da vida real.

Para comemorar seu lançamento, examinamos mais de perto os detalhes da pintura real, com a ajuda do MoMA (Museu de Arte Moderna) de Nova York e seus recursos on-line para essa pintura.

Preparando o cenário

Vincent van Gogh (holandês, 1853-1890). A Noite Estrelada. Saint Rémy, junho de 1889. Óleo sobre tela, 73,7 x 92,1 cm. Museu de Arte Moderna, Nova York. Adquirido através do Lillie P. Bliss Bequest (por troca)

Van Gogh foi inspirado pela vista de sua janela no asilo do Mosteiro de Saint-Paul de Mausole, em Saint-Rémy, no sul da França, onde passou doze meses entre 1889-90.

Porém, ao compararmos a pintura com a vista real, percebemos que elas não são totalmente semelhantes. Isso porque a pintura é baseada na imaginação, memórias e emoções do artista holandês, além, é claro, das suas observações diretas.

O MoMA oferece esta descrição em seu site: A Noite Estrelada é um “exercício de observação visualmente impactante e um claro afastamento dele... Van Gogh conferiu uma linguagem emocional à noite e à natureza que as levou para além das suas aparências reais”.

Então, vamos explorar a obra-prima com mais detalhes...

O céu noturno

Na foto: o conjunto LEGO® Ideas Vincent van Gogh - A Noite Estrelada

Faz sentido começar com o céu noturno cintilante que Van Gogh reconstrói lindamente usando suas inconfundíveis cores, formas e pinceladas.

Através dessas técnicas, o céu noturno parece vivo, vibrante e bem diferente da realidade.

Mas nem tudo era imaginação. Vênus estava visível no sul da França na época, e Van Gogh pintou o planeta (centro à esquerda), usando pinceladas para criar um efeito de brilho.

Outro texto do MoMA sobre a obra afirma que “as formas rodopiantes no céu correspondem a relatórios astronômicos de nuvens de poeira e gás conhecidas como nebulosas”.

Quanto mais de perto você olha para as estrelas e a Lua e o vento rodopiante, mais você se fascina por seu retrato de um céu noturno ativo e caótico.

Maravilha cósmica

A astrofísica Janna Levin ajudou o MoMA a explorar o céu de A Noite Estrelada de um ponto de vista celestial para um podcast recente.

“Há uma ideia geral para mim, tanto na arte quanto na ciência, de que estamos navegando na divisão entre o subjetivo e o objetivo”, explica Janna.

“Onde está a semelhança [entre arte e ciência]? Está na curiosidade, em fazer perguntas sobre o mundo, ver o mundo de maneira diferente... você está motivando as pessoas a serem elas mesmas e ainda se verem no cosmos”, ela complementa.

Em uma carta ao seu irmão, Van Gogh escreveu que “a esperança está nas estrelas”, o que nos dá uma visão da mente do artista na época, e que A Noite Estrelada talvez fosse um sonho ou esperança de coisas melhores.

A vila abaixo

Van Gogh é conhecido por usar contrastes em sua arte.

Nós particularmente adoramos a justaposição de uma vila pitoresca e tranquila sob um céu alto e brilhante.

O MoMA esclarece que “a vila pitoresca situada abaixo das colinas foi baseada em outras vistas. Ela não podia ser vista da sua janela”. Se olhar de perto, você notará que o campanário da igreja se assemelha àqueles normalmente encontrados na Holanda (de onde Van Gogh é), e não na França.

Por outro lado, as montanhas ao fundo eram fiéis à paisagem circundante, assim como o cipreste à esquerda, que parece muito mais próximo do que na vida real.

Reimaginando a pintura

É o uso exclusivo das cores e pinceladas de Van Gogh que capturou a imaginação de Truman e o inspirou a criar esta peça única para o LEGO Ideas.

A Noite Estrelada é uma das suas obras mais famosas”, diz Truman. “Há muito tempo, eu queria fazer uma criação de LEGO baseada em uma obra de arte, mas nunca pensei em um bom estilo de execução para isso.”

“Um dia, eu estava brincando com peças LEGO e percebi que unir placas LEGO em intervalos aleatórios se parece muito com as famosas pinceladas de Van Gogh. Não pude deixar de imaginar como seria a pintura completa com esse estilo de construção.”

O conjunto do LEGO Art ainda vem com uma minifigura de Van Gogh com seu cavalete de tijolos

“Eu baseei o modelo na pintura original e adicionei minha própria imaginação para o aspecto 3D do design.”

É um conjunto que os fãs de Van Gogh vão querer ter em casa o mais rápido possível. Saiba mais sobre A Noite Estrelada em mo.ma/starrynight.

Quer mais?

Confira a página inicial de adultos para ver nossa coleção de conjuntos e artigos voltados (adivinhe só) para adultos!